PUBLICIDADE
Covid-19

PS afirma que se mantêm todas as razões para vigência do estado de emergência

02 | 04 | 2020   10.36H

A líder parlamentar do PS considerou hoje que se mantêm todas as razões para que o estado de emergência continue a vigorar em Portugal, tendo como objetivo conter a propagação da covid-19.

Ana Catarina Mendes assumiu esta posição na abertura do debate do projeto de decreto presidencial que prolonga por mais 15 dias, até 17 de abril, o estado de emergência em Portugal.

"Duas semanas depois da declaração do estado de emergência, mantêm-se todas as razões que levaram à sua vigência e à necessidade de todas as cautelas na sua execução", afirmou presidente do Grupo Parlamentar do PS, numa intervenção em que também referiu que hoje se assinalam os 44 anos da aprovação da Constituição da República de 1976.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • A constituiçao é iliberal teve que ser revista e mesmo assim muitas vezes incumprida ou interpretada de formas alienantes, corrigida muitas vezes pelo tribunal constitucional nâo tantas quantas as necessarias.Passamos duma partidocracia ou democratura para um estado autoritário demolidor que me parece ter ultrapassado o tal regime da segunda republica.Criticam ORBAN mas alegadamente suspenderam qualquer direito democrático.Gostaria de relembrar que israel tem para enfrentar a pandemia 7 000 ventiladores e restante equipamento com uma populaçao inferiror a Portugal.Este tem 1800 no total?estado de calamidade ou emergencia suave sim NOVA DITADURA NÂO.O virus é uma ameaça mas a suspensâo da democracia é trágico e irracional.talvez o texto nâo tenha nada de verdadeiro mas a ver vamos.
    Ilda | 02.04.2020 | 12.43Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Os FASCISTAS da pseudo-esquerda do bando do PSD-cds-PS, claro que estão todos contentes. Agora esperam que os donos lhes dêem uma palmadinha na cabeça e um biscoito para roerem.
    Dono dos Burros | 02.04.2020 | 11.08Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE