PUBLICIDADE
Covid-19

Código de Boas Práticas e quarentena de estrangeiros na apanha da cereja no Fundão

04 | 04 | 2020   09.27H

A Câmara do Fundão vai lançar um Código de Boas Práticas para a colheita da cereja, que integra várias medidas e que exige que os trabalhadores de fora cumpram uma quarentena obrigatória de 14 dias para evitar a propagação da covid-19.

"Esta é uma campanha que será seguramente condicionada pela pandemia e o que estamos a procurar fazer é criar garantias de que a apanha da cereja será feita em segurança. Queremos deixar esta mensagem muito forte do trabalho do Fundão e que a 'Cereja do Fundão' irá cumprir escrupulosamente todas as questões associadas às condições sanitárias que existem atualmente no país" afirmou, em declarações à agência Lusa, o presidente deste município, Paulo Fernandes.

Segundo explicou, este "manual de boas práticas sanitárias e laborais" foi elaborado em articulação com o Centro Operativo e Tecnológico Hortícola Nacional (COTHN) e com uma equipa da Universidade da Beira Interior, e vai ser enviado para as organizações de produtores locais, com a expectativa de que ele seja subscrito.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Se não sabem vender, devem fechar a loja. Mas nestes tempos de mediatismo noticioso, todos têm que aparece num qualquer écran a falar. Ainda bem que falaste. Este ano não vou comprar aquelas duas caixas que costumo consumir noutros anos. Mão de obra estrangeira? ah ah ah. Obrigado pela informação. Estamos sempre a aprender.
    Dono dos Burros | 04.04.2020 | 11.41Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE