PUBLICIDADE
Covid-19

Artistas e idosos da Amadora usam um telefone como palco de teatro

04 | 04 | 2020   13.00H

Em tempos de isolamento, um grupo de artistas e pedagogos, que já trabalhava com quase 150 idosos da Amadora, decidiu manter o projeto à distância e contar-lhes pequenas peças de teatro ou de poesia ao telefone.

Segundo Rita Wengorovius, coordenadora do projeto Teatro de Identidades e docente na Escola Superior de Teatro e Cinema, as pequenas peças podem ser contadas, declamadas, com poesia ou com música, e surgem num processo de cocriação entre os artistas e os próprios seniores, a partir das suas histórias de vida, memórias e experiências.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE