PUBLICIDADE
Covid-19

"Se a situação se agravar pode pôr em causa a zona euro" -- Ricardo Cabral

05 | 04 | 2020   09.12H

O economista Ricardo Cabral considerou, em entrevista à Lusa, que caso a crise económica causada pela covid-19 se agrave, a existência da zona euro pode estar em causa, acrescentando que os 'coronabonds' não são a solução mais segura.

"Nós não podemos assumir que a zona euro vai continuar a existir para sempre 'faça chuva ou faça sol', como se fosse ordem imutável. Se a situação se agravar muito, e os efeitos da covid-19 constituem um teste extremamente complexo e difícil, a crise económica e financeira pode pôr em causa a zona euro", disse Ricardo Cabral.

No entender do economista, "o passado não é indicador para o futuro" em termos da continuidade das instituições atuais, e não obstante a arquitetura da zona euro durar há pouco mais de 20 anos, pode existir um enquadramento mental de negação da mudança, e mesmo que seja "prematuro" decretá-lo, o fim da moeda única é um "cenário provável".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • A UE acabou. Deixem-se de 'se'. É hora de tratar da saída. Não vão sair, vão ser empurrados. Não vão sair, um dia vão acordar, baterem à porta e ninguém a vai abrir. Estamos governados por imbecis que se acham sumidades nas suas áreas. Burros carregados de livros (agora em formato digital).
    Dono dos Burros | 05.04.2020 | 15.24Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE