PUBLICIDADE
Covid-19

É fundamental não haver nenhum prejuízo para os militares -- ministro

07 | 04 | 2020   20.34H

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, considerou hoje fundamental não haver qualquer prejuízo para os militares quanto ao posto de trabalho, remuneração ou na progressão da carreira, no contexto excecional causado pelo novo coronavírus.

João Gomes Cravinho esteve presente na comissão parlamentar da Defesa Nacional, na Assembleia da República, a requerimento do grupo parlamentar do Partido Socialista, onde prestou declarações sobre os meios e capacidades da Defesa e Forças Armadas para no combate à pandemia de covid-19.

Questionado sobre as condições de confinamento dos militares regressados a território português, Gomes Cravinho adiantou que as guarnições dos "navios que regressam vão para confinamento" - como foi o caso da Fragata Corte-Real e do submarino Tridente, que ficaram na Base Naval de Lisboa durante 15 dias e depois cada militar regressou à sua residência.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE