PUBLICIDADE
Covid-19

Bruxelas quer prolongar interdição de entradas na UE até 15 de maio

08 | 04 | 2020   16.33H

A Comissão Europeia convidou hoje os Estados-membros a prolongarem até 15 de maio a interdição de entradas "não essenciais" em território europeu, adotada em meados de março como forma de prevenir a propagação da pandemia covid-19.

De acordo com o executivo comunitário, "a experiência dos Estados-membros e outros países expostos à pandemia mostra que as medidas aplicadas para combater a propagação do vírus requerem mais de 30 dias para serem eficazes", razão pela qual recomenda aos 27 que prolonguem a restrição, inicialmente prevista para durar um mês, até meados do corrente mês de abril.

A Comissão Europeia apela também a uma abordagem coordenada nesta matéria, atendendo a que "ações nas fronteiras externas só são eficientes se implementadas por todos os países da UE e de Schengen [o espaço de livre circulação] em todas as fronteiras, com a mesma data-limite e de uma maneira uniforme".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE