PUBLICIDADE
Actualidade

Desflorestação ilegal avança no estado brasileiro do Mato Grosso e ameaça indígenas - ONG

10 | 04 | 2020   04.03H

A organização não-governamental Instituto Socioambiental denunciou que nos primeiros dois meses do ano foram abatidas ilegalmente quase 10 milhões de árvores no estado brasileiro de Mato Grosso, numa área que se aproxima do território indígena do Xingu.

Segundo a ONG, em União do Sul, o município mais desmatado no período, 98% da área total desflorestada não tem autorização para abate. Já nas cidades de Gaúcha do Norte e Paranatinga a taxa sobe para 100%.

"Algumas das áreas desflorestadas ilegalmente nos três municípios estão muito próximas dos limites do Território Indígena do Xingu", alertou a ONG na noite de quinta-feira, citando dados do sistema de monitorização da "Rede Xingu +", uma articulação de indígenas e de outros parceiros que vivem ou atuam na bacia do rio Xingu.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE