PUBLICIDADE
Covid-19

Zoo de Lourosa continua a alimentar 500 aves e a manter 80 habitats sem bilheteira

10 | 04 | 2020   13.34H

O Zoo de Lourosa, que funciona em Santa Maria da Feira e é o único parque ornitológico do país, revelou hoje ter readaptado procedimentos para, mesmo sem bilheteira, alimentar 500 aves, manter 80 habitats e cuidar de crias bebés.

Gerido pelo município, no distrito de Aveiro, o equipamento está encerrado ao público desde 12 de março, no seguimento da ordem camarária decretando o fecho de vários espaços municipais para conter a disseminação da covid-19.

As receitas de bilheteira são agora inexistentes, pelo que, enquanto durar o estado de emergência nacional, o Zoo depende apenas do subsídio de 23.750 euros mensais da Câmara para gerir uma equipa de 11 funcionários e responder às necessidades de 500 aves de 150 espécies de diferentes origens geográficas.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE