PUBLICIDADE
Actualidade

Homens armados foram à maternidade no Afeganistão "para matar mães" - ONG

15 | 05 | 2020   09.19H

Os homens armados que na terça-feira atacaram a maternidade administrada pela organização não-governamental Médicos Sem Fronteiras (MSF) em Cabul fizeram-no "para matar mães", declarou a organização num comunicado.

"Ficou claro que esse ataque foi direcionado à maternidade para matar mães a sangue frio", referiu a organização não-governamental (ONG) numa nota divulgada na noite de quinta-feira.

Os MSF referiam-se ao ataque de terça-feira em Cabul, que deixou 24 pessoas mortas - incluindo recém-nascidos, mães e enfermeiras - e várias outras feridas.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE