PUBLICIDADE
Hong Kong

Órgão de supervisão da polícia exonera-a de falhas durante protestos

15 | 05 | 2020   16.04H

O órgão de supervisão da polícia de Hong Kong exonerou-a hoje de falhas na resposta à contestação na cidade em 2019, concluindo que a raiva da população contra os agentes resultou de uma campanha de calúnias nas redes sociais.

O relatório de mil páginas do Conselho Independente de Queixas contra a Polícia (IPCC, na sigla em inglês), divulgado hoje, não deve agradar ao movimento pró-democracia, que continua a pedir uma investigação verdadeiramente independente ao que considera atos generalizados de brutalidade policial e que sempre viu este órgão como dependente do poder.

Hong Kong viveu de junho a dezembro do ano passado a pior crise política desde a transferência da sua soberania em 1997, com manifestações às vezes diárias contra a ingerência da China nos assuntos do território semi-autónomo.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE