PUBLICIDADE
Actualidade

Israel "deve abandonar ameaças de anexações", diz emissário da ONU

20 | 05 | 2020   16.47H

O emissário da ONU para o conflito no Médio Oriente, Nickolay Mladenov, exortou hoje Israel a "abandonar as ameaças de anexações" e pediu aos líderes palestinianos que retomem as negociações "com todos os membros do Quarteto".

"Apelo aos meus colegas do Quarteto [Estados Unidos, Rússia, União Europeia e ONU] a trabalharem com as Nações Unidas para se chegar rapidamente a uma proposta que lhe permita desempenhar o papel de mediador e trabalhar em conjunto com os países da região para fazer avançar a paz", acrescentou Mladenov numa reunião do Conselho de Segurança.

A declaração de Mladenov - que raramente é tão direto, observa a agência noticiosa France-Presse (AFP) - surge depois de o Presidente palestiniano, Mahmoud Abbas, ter anunciado o fim da cooperação securitária com Israel, que tem afirmado frequentemente que pretende anexar os territórios da Cisjordânia ocupada.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • E as pretnsa alteraçoes em Macau,Hong Konk,taiwan nâo merecem menÇâo da ONU.Ou só Israel é que ameaça.Crimeia já foi e ONU onde estás e oque fizeste a Não ser ficar qieta e calada.Onu ao serviço das causa fraturantes procurando através das novas redes alegadamente d espionagem interventiva grupos ativistas subsidiados ou apoiadso para estabilizar o seu modelo do mundo oque está a aumentar conflitos e desvalorizar a ONU.ONU governo MUNDIAL uma ilusâo que tem custado muitas vidas e instabilidades,como vai sero MUNDO pós COVID.
    Start and Stop | 25.05.2020 | 15.52Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE