PUBLICIDADE
Actualidade

Supremo divulga vídeo de reunião sobre alegada interferência de Bolsonaro na polícia

22 | 05 | 2020   21.56H

O Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiro divulgou hoje o vídeo de uma reunião ministerial realizada em abril, no Palácio do Planalto, apontada pelo ex-ministro Sergio Moro como prova sobre alegada interferência do Presidente, Jair Bolsonaro, na polícia.

Além das questões relacionadas com Bolsonaro, o juiz do STF Celso de Mello indicou que, após assistir ao vídeo, descobriu "prova da aparente prática, pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, de possível crime contra a honra dos juízes do Supremo Tribunal Federal.

"o povo está gritando por liberdade, ponto. Eu acho que é isso que a gente está perdendo, está perdendo mesmo. O povo está querendo ver o que me trouxe até aqui. Eu, por mim, colocava esses vagabundos todos na cadeia. Começando no STF", disse Abraham Weintraub, citado na decisão assinada pelo juiz Celso de Mello.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE