PUBLICIDADE
Óbito/Maria Velho da Costa

"Mulher corajosa e escritora inovadora" - ministra da Cultura

24 | 05 | 2020   01.30H

Maria Velho da Costa, que morreu no sábado aos 81 anos, foi "uma mulher corajosa e uma escritora inovadora e brilhante", com uma obra à qual os leitores devem regressar, afirmou hoje a ministra da Cultura, Graça Fonseca.

"Recordá-la nos seus gestos de desafio e regressar constantemente aos seus livros, eis o que devemos a Maria Velho da Costa", lê-se na nota de pesar da ministra da Cultura, divulgada hoje.

Considerada uma das vozes renovadoras da literatura portuguesa desde a década de 1960, autora de "Maina Mendes" (1969), "Casas Pardas" (1977) e "Myra" (2008), entre outros, Maria Velho da Costa foi amplamente distinguida, tendo recebido em 2002 o Prémio Camões.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE