PUBLICIDADE
Covid-19

Ruben pedalou 26.000 quilómetros e ficou de quarentena num paraíso angolano

25 | 05 | 2020   05.03H

Durante ano e meio, Ruben Alonso Elorza pedalou 26 mil quilómetros através de África, percorrendo 17 países, mas a pandemia de covid-19 acabou com a aventura do viajante, que vive há mais de dois meses numa paradisíaca praia angolana.

O basco, de 47 anos, iniciou a viagem na capital egípcia, Cairo, onde chegou de avião em outubro de 2018. Daí, seguiu de bicicleta pelo Sudão, atravessou a Etiópia, o Quénia, o Uganda, o Ruanda e a Tanzânia, deu um salto a Zanzibar, passou pelo Maláui e pela Zâmbia, percorreu o Zimbabué, viajou por Moçambique, entrou em Eswatini, no Lesoto e África do Sul e chegou a Angola a partir da Namíbia.

A entrada no país não foi fácil, devido à demora dos vistos, e a saída também não está a ser: Ruben estava há quase três semanas em Angola quando foi "apanhado" pelo fecho de fronteiras, decretado em 20 de março, pelo Governo angolano para travar a propagação da pandemia provocada pelo novo coronavírus.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE