PUBLICIDADE
Covid-19

Hospital da Guarda fez 108 videochamadas entre doentes e familiares

25 | 05 | 2020   17.48H

O serviço de Medicina do hospital da Guarda estabeleceu, no último mês e meio, 108 videochamadas entre doentes internados e familiares que se viram privados das visitas presenciais devido à pandemia da covid-19.

A Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda, que gere o Hospital Sousa Martins, refere em comunicado enviado hoje à agência Lusa que, com o recurso às videochamadas, foi "possível encurtar distâncias e apoiar psicológica e emocionalmente" os doentes.

"Desde meados de abril até à presente data foram efetuadas mais de uma centena de chamadas, com uma média diária de três videochamadas. O pico máximo verificou-se na Páscoa, onde atingimos as nove videochamadas num só dia. Nos períodos que se seguiram, conseguimos manter a média de três por dia, com dias cujos picos atingiram as cinco chamadas", segundo a nota.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE