PUBLICIDADE
Covid-19

'Street Food' quer complementar na rua oferta da restauração tradicional

26 | 05 | 2020   16.47H

A Associação de Street Food Portugal (SFP) defende a criação de legislação específica que ajude os operadores do setor a investir no negócio "com maior previsibilidade" e permita implementar soluções de rua complementares à restauração tradicional.

"Numa altura em que a tentação dos agentes económicos é solicitar apoios ao Estado e reduções de impostos, o nosso setor apresenta propostas concretas para apoiar a economia do país e criar soluções para a hotelaria e restauração", afirma o fundador da Street Food em Portugal, Luis Rato, citado num comunicado emitido na sequência de uma reunião, na quinta-feira, com o chefe do gabinete do secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, Paulo Tomaz.

Em declarações, hoje, à agência Lusa, o presidente da SFP reiterou que o setor está empenhado em "apoiar a economia e o setor da restauração", penalizados pelo impacto da pandemia de covid-19, necessitando para isso de "legislação específica que ajude os operadores a investir no negócio com maior previsibilidade" e de soluções "para apoiar a restauração tradicional a tirar maior proveito da rua enquanto oportunidade de negócio".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE