PUBLICIDADE
Covid-19

Bispos timorenses dizem que doença mostrou "fragilidade e confusão" política

28 | 05 | 2020   06.29H

Os bispos timorenses consideraram que a covid-19 veio mostrar a fragilidade, falta de preparação e confusão política em Timor-Leste, com episódios que causam vergonha, devendo cada instituição assumir responsabilidade pela atual "desordem".

A posição é assumida numa nota pastoral, assinada pelo presidente, pró-presidente e secretário-geral da Conferência Episcopal Timorense (CET), respetivamente Norberto do Amaral, bispo de Maliana, Virgílio do Carmo da Silva, arcebispo de Díli, e Basílio do Nascimento, bispo de Baucau.

"A covid-19 veio mostrar aos nossos governantes e órgãos de soberania a fragilidade, fraqueza, impreparação e confusão do ponto de vista político", escreveram os bispos, na mesma nota, datada de terça-feira.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE