PUBLICIDADE
Hong Kong

Advogados de Macau dizem que Pequim lançou "bomba atómica" em "desespero"

28 | 05 | 2020   16.58H

Advogados de Macau ouvidos pela agência Lusa defenderam que a lei da segurança nacional hoje aprovada por Pequim para aquele território é uma "bomba atómica" e prova o desespero do Partido Comunista Chinês (PCC).

Jorge Menezes e Sérgio Almeida Correia, que têm tomado posições públicas sobre temas ligados à liberdade, direitos e garantias na Região Administrativa Especial de Macau, sustentaram que se trata de um "desastre", de um "erro estratégico" de um "Estado autocrático" que 'desenhou' uma "lei perigosa" que "violará" a semiautonomia de Hong Kong, também ela uma região semi-autónoma chinesa.

"É uma lei perigosa por estar a ser desenhada por um Estado autocrático que pune a discordância política e o exercício da liberdade de expressão com os crimes de subversão e traição. Pior, foi feita para reprimir ainda mais os protestos de Hong Kong", afirmou Jorge Menezes.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE