PUBLICIDADE
Covid-19

Manifestantes em Lisboa acusam Bolsonaro de cometer "crime de Estado" ao negar pandemia

29 | 05 | 2020   19.36H

O cineasta português Sérgio Tréfaut acusou hoje o Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, de cometer "um crime de Estado" e "um genocídio" ao "negar" a pandemia de covid-19, num protesto em frente ao consulado do Brasil em Lisboa.

"O que o Presidente Bolsonaro está a fazer é um crime de Estado (...), um genocídio, por negacionismo de uma pandemia", afirmou, numa iniciativa que decorreu hoje ao final da tarde em Lisboa, para contestar a situação política e chamar a atenção para as mortes por covid-19 no Brasil, o segundo país com mais infeções a nível mundial (26.417 mortos e mais de 438 mil casos).

Na sua intervenção, Sérgio Trefaut defendeu também que, perante tudo o que se está a passar no Brasil, o Estado português deve assumir uma posição.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • O QUE OS PORTUGUESES TÊM HAVER COM ISSO DEVIAM DE IR PARA O BRASIL E PROTESTAREM MANIFESTAÇÃO ESTAMOS A VIVER QUE OS PORTUGUESES JÁ NÃO MANDAM SĀO MANDADOS POR REFUGIADOS CLANDESTINOS QUE MERDA DE PAÍS
    Povo | 29.05.2020 | 20.31Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O que é que este parasita português, que vive a chular os nossos impostos tem que ver com quem os brasileiros elegem ou deixam de eleger? Bolsonaro nega a pandemia? ainda bem que o faz. Já o indiano por cá, acredita em tudo e prefere destruir Portugal. Está melhor assim? Está, se todos podermos viver de fantochadas, palhaçadas, cagadas cinematográficas que o Povo paga caro.
    Dono dos Burros | 29.05.2020 | 19.43Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE