PUBLICIDADE
Actualidade

Suspeito de matar estudante de psicologia em Lisboa fica em prisão preventiva

30 | 05 | 2020   13.47H

O suspeito de matar a estudante universitária de psicologia Beatriz Lebre, de 23 anos, ficou hoje em prisão preventiva, depois de presente a primeiro interrogatório judicial, em Lisboa, disse à agência Lusa o advogado do arguido.

Miguel Matias referiu que Rúben Couto, de 25 anos, ficou sujeito à medida de coação mais gravosa, decretada pelo Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, no Campus da Justiça, acrescentado que não iria fazer mais comentários sobre o processo.

O arguido, colega da jovem, confessou ter matado Beatriz Lebre, natural de Elvas, indicou à Lusa fonte policial.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE