PUBLICIDADE
Covid-19

Delegado regional de saúde rejeita cordão sanitário em Azambuja

01 | 06 | 2020   18.46H

A implementação de um cordão sanitário no concelho de Azambuja, distrito de Lisboa, "não faz qualquer sentido", afirmou hoje o delegado regional de saúde, defendendo que basta o isolamento das 40 pessoas infetadas pela covid-19.

"Um cordão sanitário a quê? A um bairro? Não sei se fará sentido. Se a situação está restrita a umas quantas pessoas, é isolar as pessoas dessas famílias e garantir que não andam a passear pela vila", afirmou o delegado regional de saúde de Lisboa e Vale do Tejo Mário Durval, em declarações à agência Lusa.

Para a implementação de um cordão sanitário no concelho de Azambuja "era necessário que existissem outros acontecimentos", explicou delegado regional de saúde de Lisboa e Vale do Tejo, reforçando que, neste momento, "não faz qualquer sentido" a existência dessa barreira para impedir a propagação da covid-19.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE