PUBLICIDADE
Actualidade

Portugal quer reforçar "ambição financeira" de cooperação com Guiné-Bissau e São Tomé

02 | 06 | 2020   20.47H

A secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação estimou hoje manter ou reforçar a "ambição financeira" dos programas de cooperação com a Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe, a negociar até final do ano.

"O atual Programa Estratégico de Cooperação (PEC) Portugal/Guiné-Bissau, que termina no final deste ano, tinha um orçamento indicativo de 40 milhões de euros, que já foi ultrapassado", disse à Lusa Teresa Ribeiro.

"O de São Tomé e Príncipe, que também terminará este ano, tinha um envelope financeiro indicativo de 57 milhões de euros. Está a correr a bom ritmo e não há nenhuma razão para que pensemos que os próximos PEC serão menos ambiciosos do ponto de vista financeiro do que estes que estão em vigor", acrescentou a governante, sublinhando que terão de ser "pelo menos semelhantes".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE