PUBLICIDADE
Actualidade

PJ de Macau rejeita acusações de entraves ao trabalho de advogados

03 | 06 | 2020   08.16H

A Polícia Judiciária (PJ) de Macau rejeitou acusações feitas pela Associação de Advogados, que se queixou de entraves ao exercício da profissão e de dificuldades no acesso aos seus clientes.

Em comunicado, aquela força de segurança recusou na terça-feira as queixas de "alguns advogados" que "sentem algumas restrições ao exercício da sua profissão", "colocadas por alguns agentes da PJ", rejeitando ainda a alegação de que, "sem a presença do advogado, as pessoas são obrigadas a assinar um documento".

Na nota, a Polícia Judiciária de Macau diz que, no exercício do seu trabalho, "obedece rigorosamente à Lei Básica e cumpre o estabelecido no Código de Processo Penal", cumprindo também "rigorosamente" as disposições que garantem "o direito do arguido a ser assistido por advogado".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE