PUBLICIDADE
Actualidade

Seria "inaudito" que país ajudasse a TAP e não fizesse o mesmo com a CP -- Ministro

03 | 06 | 2020   11.55H

O ministro das Infraestruturas garantiu hoje que a CP vai ter auxílio de Estado, defendendo que seria "inaudito" que o país fizesse um esforço "brutal" para a ajudar a TAP e não fizesse o mesmo com a transportadora ferroviária.

Pedro Nuno Santos, que falava aos jornalistas durante uma viagem entre o Porto e a Régua numa das oito carruagens Schindler que neste momento já se encontram ao serviço na Linha do Douro, sublinhou que o serviço que a CP presta aos portugueses "é da máxima importância", sendo "crítico" para o futuro e para o desenvolvimento do país.

"Seria inaudito que o país fizesse um esforço tão grande para auxiliar a TAP e não fizesse para auxiliar a CP e, portanto, a mim, enquanto ministro das Infraestruturas e da Habitação, nem sequer me passa pela cabeça que o Estado português que vai fazer um esforço brutal para auxiliar a sua companhia aérea não fizesse o mesmo com a CP", afirmou, adiantando que a tutela está a trabalhar numa solução.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE