PUBLICIDADE
Actualidade

Museu de Évora tem "falta crítica" de funcionários - diretor

04 | 06 | 2020   17.11H

O Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, em Évora, tem uma "falta crítica" de funcionários que assegurem a vigilância do espaço e "é quase um milagre" que continue aberto, alertou hoje o diretor.

"É quase um milagre nós conseguirmos manter o museu aberto", tendo em conta a "falta crítica de pessoal" para a vigilância, admitiu o diretor do museu de Évora, António Alegria, em declarações à agência Lusa.

Segundo o responsável, além de outros funcionários que têm diferentes funções, o espaço museológico dispõe de três pessoas no quadro que podem fazer as tarefas de vigilância, encontrando-se, atualmente, uma delas de férias.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE