PUBLICIDADE
Actualidade

Vale do Côa aposta na recuperação cultural turística com parcerias com entidades privadas

04 | 06 | 2020   18.50H

O Clube Escape Livre (CEL) e a Fundação Côa Parque iniciaram hoje uma parceria que tem em vista a recuperação turística do Vale do Côa, com destaque para a arte rupestre e o património cultural, paisagístico e gastronómico.

A iniciativa passa por trazer a este território do distrito da Guarda grupos de visitantes, nunca superiores a 20 pessoas, de modo a salvaguardar a distância de segurança, nesta altura da pandemia, para que possam visitar os atrativos da arte paleolítica do Vale do Côa, com mais de 30.000 anos, assim como todo o espólio ao ar livre do Parque Arqueológico e do Museu do Côa.

"Em poucos dias já conseguimos metade das inscrições de visitantes, pretendidas. Se houver procura e interesse será possível estender o programa a este território com um património único", disse à Lusa o presidente do CEL, Luís Celínio.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE