PUBLICIDADE
Covid-19

Lisboa e Vale do Tejo com 90% dos novos casos

06 | 06 | 2020   20.09H

Lisboa e Vale do Tejo (LVT) continua a ser a região do país com mais casos diários detetados de infeção por covid-19, com 90% dos 382 reportados hoje, segundo a Direção-Geral da Saúde.

A região de LVT, onde nos últimos dias se tem concentrado a realização de testes para detetar a doença, tem hoje 90% dos novos casos, após ter registado 89% das infeções na sexta-feira, 93,3% na quinta-feira, 91,5% na quarta-feira e 81,02% na terça-feira.

Os 382 novos casos reportados estão distribuídos regionalmente da seguinte forma: Lisboa e Vale do Tejo 345, Norte 21, Centro 10, Alentejo três, Algarve dois e Açores um. A Região Autónoma da Madeira não registou novas infeções nas últimas 24 horas.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • Se houvesse uma imprensa a que se pudesse chamar imprensa. Estávamos a ler ou ouvir nela, quem soubesse do assunto, em vez de lermos comunicados paridos na centrais de intoxicação dos partidos e ministérios. A 'região' LVT é assim um bocado para o grande. Onde é que foi, e quem. Onde estiveram este tempo todo, e quantos quilómetros fazem agora para irem trabalhar, quantas horas de viagem - para alguns são pelo menos 2 para cada lado do pêndulo. 4 por dia, para irem trabalhar. Claro que em vez de terem estado a trabalhar e de terem contactado com o vírus e de alguns terem que tomar algum medicamento, se não fossem membros dos grupos ditos de risco, doentes crónicos, debilitados, não se tinha passado nada. Tinham morrido os que tinham que morrer, mas a economia estava de pé, o desemprego não tinha chegado, a perda de rendimentos também não. Acha a senhora ministra, que quem tem falta de dinheiro come, como deve comer? Tenho aqui no prédio o tipo que vive sozinho, penso que não tenha 40 anos ainda, gordo já ele era, agora como o preto da entrega de pizza bate mais vezes à porta, dá-me a impressão que está um pouco mais balofo. O crime que Costa, Marcelo e as sopeiras da medicina apoiaram, é mais extenso do que se pensa. A mortes que forem acontecendo nunca serão contabilizadas, porque isto é como nos acidentes rodoviários, se morreu no local, ainda o contam, mas se morreu passado 15 dias por não ter resistido à operação? Se for um tipo novo, passível de ser desmantelado para fornecer órgãos para os transplantes, ainda o mantêm artificialmente, ligado à máquina, mas só até, as aves de rapina lhe terem retirado o que precisavam, depois desligam a máquina. É que nenhum de nós é o Michael Schumacher para estar ligado à máquina à espera de um milagre. Simplesmente não temos dinheiro. E a salvação, a vida, não são para nós, são só para ELES - os que decidem das nossas vidas, como a pidesca DGS. Se houvesse imprensa, sabíamos quantos médicos e enfermeiros morreram. E depois faríamos as contas à perigosidade do vírus com que nos amedrontam. Destruíram o País baseados numa mentira.
    Dono dos Burros | 07.06.2020 | 01.52Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • HOJE VAI AUMENTAR COM A MANIFESTAÇÃO QUEM VAI SER OS CULPADOS
    Povo | 06.06.2020 | 21.14Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE