PUBLICIDADE
Actualidade

Grupo terrorista luso-espanhol responsável por ataque atribuído à ETA há 60 anos

24 | 06 | 2020   10.48H

A organização terrorista luso-espanhola DRIL foi responsável, em 1960, pelo assassínio de uma criança de 20 meses em São Sebastião (País Basco) inicialmente atribuído à ETA, segundo um documento "inédito" revelado hoje pelo El País.

O DRIL (Diretório Revolucionário Ibérico de Libertação) foi uma organização revolucionária apoiada por Fidel Castro (ditador comunista cubano) que atuou entre 1959 e 1964 com o objetivo de derrubar as ditaduras de António Salazar (Portugal) e Francisco Franco (Espanha).

Os líderes desta organização foram os portugueses Humberto Delgado - militar que deu corpo à principal tentativa de derrube de Salazar, através de eleições, que perdeu em 1958 - e Henrique Galvão - famoso por ter desviado o paquete português Santa Maria, cheio de passageiros, em 1961.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE