centenário do Liceu Camões

Cavaco nas cerimónias dos 100 anos

16 | 10 | 2009   09.46H

A celebração dos 100 anos do emblemático "Lyceu Camões", onde estudaram muitas ilustres figuras da sociedade portuguesa, começaram já em 2008 e vão estender-se até ao final de 2010 com um variado conjunto de iniciativas culturais, pedagógicas, cívicas e lúdicas, de projecção interna e externa.

Para celebrar o dia da sua entrada em funcionamento em espaço próprio, projectado pelo arquitecto Ventura Terra e construído por António Ribeiro, além do lançamento do livro irão decorrer outras actividades, entre as quais musicais, de dança e de literatura e poesia.

A comissão de honra das comemorações da actual Escola Secundária de Camões é encabeçada pelo Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, e combina nomes de destaque, como o do presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, dos ministros da Ciência e Tecnologia, Mariano gago, e da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues.

Fazem ainda parte da comissão de honra o Governador do Banco de Portugal, o presidente da Câmara de Lisboa, o Alto-Comissário das Nações Unidas para os Refugiados e os presidentes do Instituto Camões, da Junta de Freguesia de S. Jorge de Arroios, da Fundação Calouste Gulbenkian, da Caixa geral de Depósitos e da Portugal Telecom.

A comissão conta ainda com antigos alunos como João Lobo Antunes, José Manuel Sérvulo Correia e Mário Moniz Pereira.

"Edificado em apenas dois anos, entre 1908 e 1909, o Liceu de Camões foi o primeiro liceu moderno de Lisboa, promovido pelo Estado no âmbito de uma política de fomento do ensino secundário de que resultou também a conclusão do Liceu de Passos Manuel e o projecto do Liceu de Pedro Nunes, este igualmente da autoria de Ventura Terra.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • A Escola (Liceu de Camões) não celebrou o seu centenário. Foi celebrado o centenario da inauguração do seu idifício próprio. O Liceu celebra este ano 107 anos
    Artur Antunes | 17.10.2009 | 12.28Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE