PUBLICIDADE
Covid-19

Um terço das famílias apoiadas pela linha Viseu Ajuda tem nacionalidade brasileira

30 | 06 | 2020   16.16H

Um terço das famílias apoiadas até hoje pela linha municipal de emergência social Viseu Ajuda, criada em março devido à covid-19, tem nacionalidade brasileira, disse o coordenador da estrutura, José Sobrado.

Segundo Jorge Sobrado, que é também vereador do município, vários cidadãos não estavam inscritos nem no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, nem na Segurança Social.

"A comunidade brasileira tem não apenas uma presença muito forte na comunidade de Viseu, como está especialmente desprotegida", lamentou o responsável, durante a apresentação do relatório sobre os primeiros cem dias da linha.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE