PUBLICIDADE
Actualidade

Pessoas de origem diferente têm "uma desvantagem clara" -- Alta-comissária

01 | 07 | 2020   07.01H

O debate sobre o racismo em Portugal tem sido "polarizado", devendo ser fundamentado com os indicadores disponíveis, que demonstram que as pessoas de origem diferente têm "uma desvantagem clara", recomenda a alta-comissária para as Migrações.

Em entrevista à Lusa, Sónia Pereira não responde diretamente à pergunta se Portugal é, ou não, um país estruturalmente racista. Prefere deixar uma sugestão: a análise dos indicadores que permitem perceber o que fazem na sociedade portuguesa - "que oportunidades têm, onde estão no mercado de trabalho, na educação?" - as pessoas étnica e culturalmente diferentes.

"Há uma desvantagem clara, que é estrutural", reconhece, assinalando que tem havido "avanços" e que as segunda e terceira gerações, descendentes de imigrantes, chegaram a patamares superiores comparativamente com os seus antecessores.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • O SÔNIA FALAS ASSIM PORQUE NÃO CONHECES NEM SABES NADA VAI PARA OS PAÍSES DELES LOGO VÊS COMO ES TRATADA FALAS SEM CONHECIMENTO DE CAUSA
    Povo | 01.07.2020 | 09.21Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE