PUBLICIDADE
Covid-19

Portugal com 'stock' e acesso imediato a medicamento remdesivir - Infarmed

01 | 07 | 2020   21.32H

O Infarmed assegurou hoje que Portugal tem 'stock' disponível e reserva para uso imediato do medicamento remdesivir, que tem sido usado contra a covid-19, e que o laboratório não antecipa constrangimentos no seu acesso aos doentes portugueses.

"Podemos informar que existe 'stock' disponível do medicamento remdesivir, de acordo com as alocações que têm vindo a ser feitas ao nosso país, constituindo uma primeira reserva que garante o acesso imediato ao medicamento", destacou, em comunicado, a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde.

O Infarmed revelou ainda que, após contacto com o laboratório titular do medicamento remdesivir, este confirmou que "antecipa que não venha a existir qualquer constrangimento no acesso ao tratamento por parte dos doentes portugueses, tendo a garantia de acompanhamento conjunto da situação".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Maravilha. Para os distraídos, que destas coisas dos negócios em que os impolutos políticos, mas também a classe médica corrompida até à medula pela pharmo-máfia (indústria dos medicamentos) pouco liga, lembro que, o INFARMED e a DGS decidiram recomendar a suspensão do tratamento com hidroxicloroquina em doentes com covid-19 em linha com a decisão da Organização Mundial de Saúde (OMS) ...". Não há ponto sem nó. Este remdesivir, já estava a ser trabalhado antes da 'pandemia'. A hidroxicloroquina custa uma bagatela e este remdesivir uma fortuna. Quando as sopeiras da porno-máfia recomendam uma coisa, não o estão a fazer baseadas em critérios científicos, que os não possuem, mas em critérios económicos, que lhes são ditados pelas Maçonarias que se mexem nos bastidores. Quando Costa e o papagaio Marcelo decretam o fim da democracia e a prisão domiciliária, acompanhadas pela destruição da economia não estão a pensar pelas suas cabeças, mas a executar um projecto que os anglo-sionistas, cujos nomes mais conhecidos são Soros e Bill Gates, lhe ordenaram quando eles foram ajoelhar em Davos. Vamos pagar uma fortuna por um medicamento que acaba de ser lançados à pressa. Veremos se vai ser como quando foi a histeria do antrax (carbúnculo, aquele pó branco que estava dentro do saquinho que o preto assassino mostrou na ONU para justificar a destruição do Iraque), em que os EUA vacinaram o seu pessoal militar e provocaram uma centena de mortes. De qualquer maneira o negócio estava apalavrado, Costa cumpriu, Marcelo cumpriu, Marta cumpriu, Graça Luvas cumpriu, pois que sejam medalhados e apontados como exemplos a seguir pelos novos vendilhões.
    Dono dos Burros | 01.07.2020 | 23.04Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE