PUBLICIDADE
Venezuela

Procurador condena sanções europeias contra funcionários do Ministério Público

02 | 07 | 2020   03.29H

O procurador-geral da Venezuela, Tarek William Saab, condenou na quarta-feira as sanções da União Europeia (UE) contra dois funcionários do Ministério Público, que "trabalham para evitar uma guerra civil no país".

"As sanções são um grotesco ataque contra o sistema de justiça e a luta contra a impunidade aos delitos cometidos no país", disse aos jornalistas.

Segundo Tarek William Saab, os procuradores sancionados, Farik Mora e Dinorah Bustamante, investigavam uma tentativa de magnicídio contra o Presidente, Nicolás Maduro, a frustrada tentativa de golpe de Estado de 30 de abril de 2019 e um assalto armado a duas bases militares do estado venezuelano de Bolívar.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE