PUBLICIDADE
Efacec

Interesses do Estado angolano foram salvaguardados na nacionalização - PGR

03 | 07 | 2020   20.58H

Os interesses do Estado angolano foram salvaguardados na nacionalização da participação da empresária angolana Isabel dos Santos na Efacec, disse hoje o procurador-geral da República (PGR) de Angola.

Segundo Helder Pitta Grós, na nacionalização aprovada na quinta-feira, pelo Conselho de Ministros português, "não há nenhum prejuízo para o Governo angolano".

"O Governo português decidiu pela sua nacionalização. É uma atitude soberana, não podemos colocar impedimento", declarou Pitta Grós à comunicação social, em Luanda, acrescentando que os interesses de Angola "estão salvaguardados pelo próprio Governo português nesse ato de nacionalização, pelo que não haverá nenhum perigo de Angola ficar prejudicada".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE