PUBLICIDADE
Óbito/Alfredo Tropa

Ministra da Cultura recorda figura importante da cinematografia nacional

05 | 07 | 2020   20.57H

A ministra da Cultura, Graça Fonseca, lamentou hoje, "profundamente", a morte do realizador Alfredo Tropa (1939-2020), que definiu como "uma figura importante da televisão portuguesa e da cinematografia nacional".

O realizador português Alfredo Tropa, autor de documentários e programas de televisão, como "Povo que Canta", que fez com o etnomusicólogo Michel Giacommetti, morreu hoje aos 81 anos, anunciou a Academia Portuguesa de Cinema.

Graça Fonseca recorda o percurso de Alfredo Tropa, desde a sua chegada a Coimbra, em 1960, para frequentar a Faculdade de Ciências, altura em que se afirma o seu interesse pelo cinema e o movimento cineclubista, e a sua entrada, no ano seguinte, no Institut des Hautes Études Cinématographiques, em Paris, onde se diplomou em realização cinematográfica.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE