PUBLICIDADE
Covid-19

SATA pediu auxílio ao Estado no valor de 163 ME

07 | 07 | 2020   17.27H

A SATA solicitou um auxílio ao Estado de 163 milhões de euros para "prover as necessidades de liquidez" até ao final deste ano, porque as medidas para "debelar os impactos da pandemia são insuficientes", anunciou hoje a empresa.

"As medidas implementadas no Grupo SATA para debelar os impactos da pandemia são, contudo, insuficientes para colmatar as necessidades de tesouraria que o Grupo enfrenta, sendo necessária uma intervenção pública por parte do Governo da República. Nesse contexto, foi solicitada a concessão de um apoio no montante de cerca de EUR 163 M, destinado a prover as necessidades de liquidez até ao final do corrente ano de 2020. Este apoio é a garantia para que o Grupo SATA possa obter financiamento bancário", lê-se numa nota enviada às redações.

De acordo com a companhia aérea açoriana, as "necessidades" que foram "identificadas e estimadas" pela empresa "concentram-se em três áreas", nomeadamente "deficit de exploração resultante da queda abrupta da procura, pagamento de dívida vencida a fornecedores e amortização das linhas de financiamento bancário anteriormente contratadas e já em situação pós-moratória".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE