PUBLICIDADE
Actualidade

Governo admite que Programa de Arrendamento Acessível ficou aquém das expectativas

07 | 07 | 2020   18.08H

A secretária de Estado da Habitação, Ana Pinho, admitiu hoje que o número de contratos estabelecidos no âmbito do Programa de Arrendamento Acessível, em vigor desde julho de 2019, não corresponde às expectativas iniciais.

"Não, eu queria mais. Nós neste momento ainda não chegámos às três centenas de contratos já firmados. Não nos chega, nós queremos muito mais", começou por afirmar Ana Pinho, quando questionada sobre os resultados numa conferência da Semana de Reabilitação Urbana de Lisboa, intitulada "Arrendamento Acessível - A solução de uma habitação para todos".

Sem precisar o número de contratos assinados, a governante destacou, ainda assim, que o programa "já está a beneficiar muitas pessoas" e que, sendo uma aposta de longo prazo, irá crescer progressivamente. 

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • VERGONHA A ANA DEVIA SABER QUE ESTE PAÍS PARA MUITOS QUEREM CASAS DE GRAÇA ÁGUA LUZ RENDA E SUBSÍDIOS PARA NADA FAZEREM
    Povo | 07.07.2020 | 20.38Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE