PUBLICIDADE
Actualidade

China reitera que não participará no diálogo EUA/Rússia para reduzir arsenal atómico

08 | 07 | 2020   07.05H

A China reiterou hoje que não entrará nas negociações entre os Estados Unidos e a Rússia para um novo acordo que limite a quantidade de armas nucleares, e acusou Washington de "constituir uma ameaça".

Pequim alegou que tem muito menos armas atómicas do que aqueles dois países e que, portanto, não deve participar de qualquer negociação multilateral para controlo de armas.

"Não é realista para a China integrar essas negociações, face à grande lacuna que existe", disse o diretor-geral do Departamento de Controlo de Armas do ministério dos Negócios Estrangeiros da China, Fu Cong, em conferência de imprensa.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE