PUBLICIDADE
Actualidade

Mais fiscalização para polícias que escrevam comentários racistas nas redes sociais

09 | 07 | 2020   22.33H

Os elementos das forças e serviços de segurança que escrevam comentários de natureza racista, xenófoba ou qualquer outro tipo de discriminação nas redes sociais vão passar a ser mais fiscalizados e sancionados, foi hoje anunciado.

Esta é uma das medidas que consta no plano de prevenção de manifestações de discriminação nas forças e serviços de segurança (FSS) da Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) e que teve hoje a primeira reflexão juntamente com os dirigentes máximos da PSP, GNR e Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

A inspetora-geral da Administração Interna, Anabela Cabral Ferreira, explicou aos jornalistas que este plano tem medidas programáticas, relacionadas com o recrutamento e formação dos elementos das FSS, e normas de execução imediata, que é o caso dos comentários dos elementos da PSP, GNR e SEF nas redes sociais.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Olha! Parece que se assustaram. Mas o problema nasceu agora? O que fez a IGAI até agora? O que fez a IGAi no caso dos crimes, nem precisam de ser de racismo, porque isso é conversa para boi dormir, crimes são crimes e ponto final, PRETOS não precisam, nem devem ter tratamento de favor, no caso da esquadra de Alfragide? Se calhar a IGAI, precisa de uma vassourada. Se calhar alguns dos inspectores não passam no teste da isenção, da democracia, do respeito pelo Direito e da não descriminação. Inquéritos manhosos em que os conhecidos nazis são branqueados. Não é de hoje, é de desde o 25 de Novembro. Quando salivam que nem cães na caça de comunistas, esquecem-se destes, que sempre lá estiveram. Agora são mais, claro que são. Quando os Tribunais aceitam como Fé a palavra de um bófia (poucos não o são) que sistema é este? O do compadrio com o crime fardado. Sentem-se impunes. O resultado só agora está a começar. Vão ter que aguentar pior. Saiam dos gabinetes e disfarcem-se de moscas e vão tomar o café e bagaceira depois do almoço ao bar da esquadra. Que tal? Nem no seio de bandos mafiosos ouvem, o que ouviram.
    Dono dos Burros | 09.07.2020 | 23.36Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE