PUBLICIDADE
Actualidade

Nova Companhia de Ópera de Setúbal quer apresentar duas produções por ano

10 | 07 | 2020   10.08H

A Companhia de Ópera de Setúbal, projeto inaugurado este mês com a ópera "Os Fantasmas de Luísa Todi", nasceu a partir do Coro Setúbal Voz, e promete apresentar ao público duas produções por ano.

Com direção artística do maestro e compositor Jorge Salgueiro, desde há cerca de dois anos, o Coro Setúbal Voz foi o primeiro passo de um processo que deu origem à fundação do Ateliê de Ópera de Setúbal, no final do ano passado, e, já este ano, à criação da nova Companhia de Ópera de Setúbal.

"Nós tínhamos previsto, a partir do ateliê de ópera, fundar uma companhia, talvez no final deste ano. Mas, com os constrangimentos das salas, o espetáculo [inaugural] do dia 4 de julho teve a condicionante de não poder ter um coro na sua íntegra e de estarmos limitados a sete pessoas", no elenco, disse à agência Lusa o compositor e líder do projeto, Jorge Salgueiro.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE