PUBLICIDADE
Actualidade

UE condena decisão dos EUA de retomarem execuções federais

10 | 07 | 2020   10.38H

A União Europeia (UE) manifestou hoje a sua "forte oposição" à decisão dos Estados Unidos de retomarem as execuções federais, estando a primeira prevista para segunda-feira, após 17 anos de interrupção.

"Apelamos à administração norte-americana que reconsidere e a não prosseguir com as execuções federais previstas a partir de 13 de julho", segundo um comunicado.

A UE sustenta ainda que "esta decisão contraria a tendência geral nos Estados Unidos e no mundo de abolir a pena de morte, juridicamente ou na prática", reiterando a sua oposição a uma prática "cruel, desumana e degradante, incompatível com o direito inalienável à vida".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE