PUBLICIDADE
Actualidade

Carlos Pereira fala em "interpretações diferentes" entre Marítimo e FC Porto

11 | 07 | 2020   03.04H

O presidente do Marítimo, Carlos Pereira, considera as ações judiciais do clube madeirense, a reclamarem uma dívida ao FC Porto, uma "continuidade" do processo original e que existem "interpretações diferentes" entre os dois clubes.

"É a continuidade desses processos, que entraram no Tribunal do Funchal, porque não há desentendimentos entre as pessoas. Há interpretações diferentes daquilo que é a parte contratual de cada um. Nós achamos que a razão está do nosso lado, o FC Porto acha que a razão está do lado deles. Nada melhor que um árbitro para dirimir este conflito", comentou o dirigente, em entrevista à RTP-Madeira.

O Marítimo deu entrada com duas ações judiciais para reclamar uma dívida de 6,3 milhões de euros ao FC Porto. Os processos deram entrada no Juízo Central Cível do Funchal no passado dia 7 de julho. Um deles reclama uma dívida de cinco milhões de euros, e o outro diz respeito a uma verba de 1,3 milhões. 

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE