PUBLICIDADE
Covid-19

Médicos apelam a ação judicial para defesa de doentes em lar de Reguengos de Monsaraz

12 | 07 | 2020   00.02H

A Ordem dos Médicos apelou hoje para que a nível judicial se possa considerar "uma ação urgente" para defesa das pessoas doentes, no caso do surto de covid-19 num lar de idosos em Reguengos de Monsaraz (Évora).

Em comunicado, a Ordem do Médicos defendeu uma ação judicial "conducente a intimação" para "defesa dos direitos, liberdades e garantias das pessoas doentes" no lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva.

Segundo a organização representativa, "o caso merece uma participação ao Ministério Público", e dada a sua "gravidade excecional", decidiu designar uma comissão de inquérito para "avaliar todas as circunstâncias clínicas relacionadas com esta situação".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Estão a falar de quê? Que Diabo, um qualquer depósito de velhos que pertencesse a um particular, que não estivesse integrado nesta Maçonaria que é Rede de Misericórdias, normalmente com padrecos a mandarem (não precisam de hábito para o serem, o pior, é serem em espírito) já tudo o que é escumalha pública, que vive dos nossos impostos, lhes tinham caído em cima e os tinham roído a golpes de matraca e de coimas fora as prisões. Assim ... Que raio de terra é esta? É preciso uma participação? Se calhar é. É que estes assuntos, não são daqueles que dão percentagens das multas e das coimas para as confrarias de ladrões fardados que esta terra tem, mais que as mães deles. Difícil de acredita , mas é verdade. A OM deve achar que quem está deste lado acredita em lágrimas de crocodilo. Onde está a medicina que trata? Não está. Está fechada para obras, sem data para reabrir. Deviam começar por contestar a loucura que se instalou na DGS e falarem a VERDADE, em vez de aceitarem tudo de boca fechada. A DGS, tal como a OMS e o IMFARMED estão na fileira do LUCRO COM OS MEDICAMENTOS. Retiraram-vos o uso de um medicamento barato para o tratamentos deste doentes e o que vocês disseram? NADA! Não achan que a decisão merece uma queixa formal ao MP? Se calhar não acham. Mas nesse caso têm que lavar as mãos, porque estão sujas de sangue e do pior sangue, que é o dos assassinos que agem com o fito do lucro material. Coerência e alguma observação do juramento que fizeram, só peço alguma, não a peço toda. Não se trata, encarcera-se. É esta a realidade, a que todos os que são agentes da saúde não ousam contestar.
    Dono dos Burros | 12.07.2020 | 02.07Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE