PUBLICIDADE
Covid-19

Emigrantes criticam falta de informação "atempada" para viagens a Portugal

13 | 07 | 2020   10.57H

O presidente do Conselho das Comunidades Portuguesas contesta a "falta de informação atempada" do governo português sobre o despacho que obriga quem viaja de EUA ou países lusófonos a fazer teste à Covid-19, 72 horas antes da viagem.

"O despacho [de 30 de junho] tem levantado dúvidas e por sair muito em cima [do período de férias] e entrar imediatamente em vigor já levou pessoas a terem de repetir o teste. Eu fui um deles", afirmou o presidente do Conselho Permanente do Conselho das Comunidades Portuguesas (CP-CCP), Flávio Alves Martins.

Para Flávio Martins, o texto do despacho "é razoável e traduz uma preocupação real e legítima do Estado português de proteger os seus cidadãos", porque a pandemia está "muito disseminada", nomeadamente no Brasil e nos EUA.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE