PUBLICIDADE
Covid-19

Impacto económico na Guiné-Bissau vai ser "muito negativo" -- Governo

14 | 07 | 2020   13.00H

O ministro das Finanças da Guiné-Bissau, João Fadiá, disse hoje que o impacto económico da pandemia provocada pelo novo coronavírus no país vai ser "muito negativo", porque afetou fortemente a campanha de comercialização de castanha de caju.

"O comércio esteve a funcionar dentro de um limite geográfico muito reduzido. Os mercados foram encerrados. Os transportes e circulação das pessoas entre as regiões foram suspensos. O comércio internacional (importação e exportação) foi fortemente reduzido. E, o mais grave aconteceu no setor da castanha de caju, principal produto de exportação do país", disse João Fadiá, em entrevista à Lusa.

"Tudo isso que explica a revisão para baixo das nossas projeções de crescimento do PIB para 2020, mas na verdade ninguém sabe ainda, com alguma precisão, os efeitos que efetivamente esta situação terá sobre a economia", afirmou.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE