PUBLICIDADE
Actualidade

Cinco profissionais do ramo da saúde detidos por burla e propagação de doença

16 | 07 | 2020   15.06H

Cinco profissionais ligados ao ramo da saúde foram hoje detidos pela Polícia Judiciária (PJ) numa operação que envolveu buscas a clínicas médicas, residências e empresas e que investiga crimes de corrupção, burla qualificada, falsificação de documento e propagação de doença.

Segundo adianta um comunicado da PJ sobre a "Operação Terapia", em que foram detidos dois homens e três mulheres, em causa está um esquema fraudulento de prestação de tratamentos não comparticipados por qualquer subsistema de saúde, sobretudo, pelo Instituto de Proteção e Assistência na Doença (ADSE).

"Porém, pelo facto de serem faturados atos diferentes daqueles que são realizados, os subsistemas procedem aos pedidos de reembolsos apresentados pelos seus beneficiários", refere a PJ.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • PRISÃO PERPÉTUA SÓ ASSIM ACABAM AS BURLAS
    POVO | 16.07.2020 | 15.17Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE