PUBLICIDADE
Covid-19

Férias aumentam risco de infeção mas fase seguinte é mais preocupante

21 | 07 | 2020   06.30H

O diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, Carlos Robalo Cordeiro, considera que o período de férias que está a iniciar-se constitui um fator de risco de infeção por covid-19, mas a fase seguinte é mais preocupante.

As férias são uma época em que "as pessoas querem relaxar, encontrar-se com familiares e amigos, estar fora de casa, conviver" e isso gera maiores aglomerações, aumentando o risco de contágio, disse à agência Lusa Carlos Robalo Cordeiro.

O turismo está a sofrer um acentuado decréscimo, apesar disso, haverá sempre visitantes estrangeiros, que, sobretudo oriundos de países mais afetados pela pandemia, são também fator de risco, nota o especialista.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE