PUBLICIDADE
Actualidade

Famílias de vítimas mortas por avião em praia da Caparica consternadas com lentidão da justiça

01 | 08 | 2020   09.30H

As famílias da menina e do homem colhidos mortalmente por uma aeronave ligeira numa praia da Costa da Caparica, Almada, em 2017, assumem "profunda tristeza e consternação" pela lentidão da justiça, três anos após o acidente.

Em 02 de agosto de 2017, Sofia Baptista António, de 8 anos, e José Lima, de 56, foram atingidos por um avião ligeiro, bilugar, modelo Cessna 152, que descolou do Aeródromo de Cascais (distrito de Lisboa) com destino a Évora, para um voo de instrução, mas, após reportar uma falha de motor, cerca de cinco minutos depois de descolar, fez uma aterragem de emergência no areal da praia de São João.

"Olhamos para este processo [judicial] e para o tempo que já passou com profunda tristeza e consternação. Decorridos três anos, apenas foi concluído o inquérito e decididos os requerimentos de abertura da instrução. Seguir-se-á o debate instrutório, depois a pronúncia, o julgamento, eventuais recursos. Quantos mais anos vão ser necessários? Ninguém sabe. É desesperante. No final, o apuramento de responsabilidades chegará, mas a imensidão do tempo fará com que a decisão seja trôpega, tardia e patética", lamentam as famílias, numa posição conjunta enviada à agência Lusa.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • Justiça? Isto é Portugal senhores. Se querem justiça, pintem-se de pretos, de indianos, ou de paquistaneses, de judeus ou até de abexins. Toda e qualquer morte na Caparica, é para arquivar nos esquecidos, ou já não estão lembrados do outro caso da praxe?
    Dono dos Burros | 01.08.2020 | 13.06Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • SÓ NESTE PAÍS TERCEIRO MUNDISTA A AERONAVE NÃO TINHA SEGURO PELA DEMORA DA JUSTIÇA DEVIA DE SER DE ALGUÉM COM MUITO PODER VERGONHA NACIONAL PARA QUE SERVE OS SEGUROS PARA ALGUNS PAGAREM OUTROS ESTÃO ISENTO É EM ALGUNS CASOS USUFRUÍREM
    POVO | 01.08.2020 | 12.17Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE