PUBLICIDADE
Actualidade

Associação que organiza Globos de Ouro acusada de sabotar entrada de novos membros

04 | 08 | 2020   06.47H

O grupo de jornalistas que organiza a cerimónia dos Globos de Ouro foi acusado na segunda-feira de sabotar a entrada de novos membros, para continuar a usufruir de acesso privilegiado às estrelas de Hollywood e de viagens luxuosas.

Na queixa, apresentada num tribunal federal em Los Angeles pela jornalista norueguesa Kjersti Flaa, os membros da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA, na sigla em inglês) são acusados de usufruir de "viagens durante todo o ano, com todas as despesas pagas, a festivais de cinema em todo o mundo", beneficiando de um tratamento "luxuoso" por parte dos estúdios cinematográficos.

"Os candidatos qualificados para aderir à HFPA são quase sempre rejeitados, porque a maioria dos seus 87 membros não quer partilhar as enormes vantagens económicas de que desfrutam enquanto membros", pode ler-se na queixa, citada pela agência de notícias France-Presse (AFP).

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE