suspeita de posse de armas ilegais

Padre detido continua à frente da Paróquia

26 | 10 | 2009   11.55H

Depois de celebrar a missa das 07:00, o sacerdote foi detido pelo Núcleo de Investigação Criminal de Chaves em plena sacristia, na sequência de uma investigação que decorria há meses.

Natural de Gralhas, pequena localidade do concelho de Montalegre, Fernando Guerra, de 74 anos, já completou os 50 anos de sacerdócio.

Joaquim Gonçalves referiu que o sacerdote se vai manter à frente da sua paróquia e que, só "em caso de prisão prolongada" ou se este não conseguir "diluir a imagem negativa provocada" pela sua detenção junto das populações é que a diocese poderá transferi-lo ou até reformá-lo.

O pároco é hoje ouvido no Tribunal de Boticas para primeiro interrogatório judicial e aplicação das respectivas medidas de coação.

"A Igreja aplica o princípio da responsabilidade social. O sacerdote em causa terá que se entender com o seu povo", salientou o Bispo.

Joaquim Gonçalves referiu que teve conhecimento da detenção do padre de Covas do Barroso apenas pelos órgãos de comunicação social e que, por isso mesmo, não possui informações sobre o caso.

No entanto, o Bispo acredita que o "caso não tem nada a ver com actos de terrorismo ou de tráfico de armas".

"A ser verdade que ele tinha aquele armamento poderá tratar-se de um negócio atrevido de armas de caça para fornecimento de amigos. Mas não sei", referiu.

O que o Bispo sabe é que existe uma "certa tradição de caça entre o clero, principalmente nas zonas de montanha".

"Alguns dos nossos sacerdotes foram excelentes caçadores", acrescentou.

Salientou, no entanto, que nenhum padre no seu dia a dia pode andar armado.

"Os sacerdotes têm que se comportar de forma pacífica, não pode ser um guerrilheiro da fé", sublinhou.

Sobre o padre Fernando Guerra recaem outras queixas, acusações, existindo ainda alguns processos em tribunal.

Mas, segundo Joaquim Gonçalves, até hoje o padre de Covas do Barroso não foi condenado em nenhum processo.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

8 comentários

  • Pois, deixa estar que o Saramago é um santo do caraças! Um gajo que nos dias de hoje ainda acredita no Comunismo, vai lá vai! Ou é doido e gosta muito de ditaduras, ou é tão crente em utopias que esquece a realidade! Se calhar até era bom para alguns isto ser como a Coreia do Norte!
    fónix | 29.10.2009 | 11.43Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Claro que o senhor padre tem todo o direito de coleccionar armas e até de as usar ("A tortura deu lugar às descobertas mecânicas mais engenhosas, cuja produção dá trabalho a uma imensidade de honestos artesãos. " [ Karl Marx ]) . Mas como as tinha ilegalmente deverá ser efectivamente preso e prestar serviço publico à comunidade. Por exemplo, em vez de do púlpito repetir vezes sem fim “naquele tempo” deveria ensinar os reformados e velhinhos ignorantes a preencherem a declaração do IRS para evitar que o governo PS e o seu Ministro das Finanças lhes roubem o pouco que a sociedade lhes paga ao fim de uma vida de trabalho. Segundo os jornais há 40 mil velhos que passam fome por falta de dinheiro, que nem pequeno-almoço tomam e alimentam-se muito mal. A não ser que estejam a usar nestes velhinhos um outro tipo de eutanásia mais lenta.
    É vergonhoso o que se passa no meu querido Portugal onde alguns auferem ordenados luxuosos, reformas milionárias e os nossos velhinhos, reformados, que trabalharam 50 e mais anos, passam fome.
    Os senhores padres deviam ter mais vergonha (que mês desculpem os que são efectivamente PADRES) e deixarem-se de certos comportamentos.
    Claro que Saramago tem razão e é dos poucos a ter coragem para enfrentar a Igreja que a todos quer submeter.
    Naquele tempo, Jesus subiu ao monte seguido pela multidão e, sentado sobre uma grande pedra, deixou que os seus discípulos e seguidores se aproximassem. Depois, tomando a palavra, ensinou-os, dizendo:
    Em verdade vos digo,
    - Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus.
    - Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.
    - Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles...
    Pois mas à custa desta ladainha uns comem lagosta, andam de Mercedes e vivem em vivendas de luxo. Os tais bem aventurados e pobres de espírito, apenas tem direito ao reino dos céus.
    Mas onde fica esse tal reino? Parece-me que o Hubble ainda não detectou qualquer reino desses em galáxia alguma, nem conseguiu fotografar qualquer anjinho de asas brancas esvoaçando pela imensidão do UNIVERSO.
    A ignorância é a maior das pobrezas!
    Há duas coisas que julgo serem infinitas. A estupidez humana e o Universo.
    De uma delas não tenho tanta certeza, a do Universo ser infinito.
    João Brito | 28.10.2009 | 12.43H
  • Naquele tempo, Jesus subiu ao monte seguido pela multidão e, sentado sobre uma grande pedra, deixou que os seus discípulos e seguidores se aproximassem. Depois, tomando a palavra, ensinou-os, dizendo: Em verdade vos digo, - Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus. - Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. - Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles... Pedro interrompeu: - Temos que aprender isso de cor? André disse: - Temos que copiá-lo para o papiro? Simão perguntou: - Vamos ter teste sobre isso? Tiago, o Menor queixou-se: - O Tiago, o Maior, está sentado à minha frente, não vejo nada! Tiago, o Maior gritou: - Cala-te, queixinhas! Filipe lamentou-se: - Esqueci-me do papiro-diário. Bartolomeu quis saber: - Temos de tirar apontamentos? João levantou a mão: - Posso ir à casa de banho? Judas Iscariotes exclamou: (Judas Iscariotes era mesmo malvado, com retenção repetida e vindo de outro Mestre.) - Para que é que serve isto tudo? Tomé inquietou-se: - Há fórmulas? Vamos resolver problemas? Judas Tadeu reclamou: - Podemos ao menos usar o ábaco? Mateus queixou-se: - Eu não entendi nada... ninguém entendeu nada! Um dos fariseus presentes, que nunca tinha estado diante de uma multidão nem ensinado nada, tomou a palavra e dirigiu-se a Ele, dizendo: - Onde está a tua planificação? - Qual é a nomenclatura do teu plano de aula nesta intervenção didáctica mediatizada? - E a avaliação diagnóstica? - E a avaliação institucional? - Quais são as tuas expectativas de sucesso? - Tens a abordagem da área em forma globalizada, de modo a permitir o acesso à significação dos contextos, tendo em conta a bipolaridade da transmissão? - Quais são as tuas estratégias conducentes à recuperação dos conhecimentos prévios? - Respondem estes aos interesses e necessidades do grupo de modo a assegurar a "significatividade" do processo de ensino-aprendizagem? - Incluíste actividades integradoras com fundamento epistemológico produtivo? - E os espaços alternativos das problemáticas curriculares gerais? - Propiciaste espaços de encontro para a coordenação de acções transversais e longitudinais que fomentem os vínculos operativos e cooperativos das áreas concomitantes? - Quais são os conteúdos conceptuais, processuais e atitudinais que respondem aos fundamentos lógico, praxeológico e metodológico constituídos pelos núcleos generativos disciplinares, transdisciplinares, interdisciplinares e metadisciplinares? Caifás, o pior de todos os fariseus, disse a Jesus: - Quero ver as avaliações do primeiro, segundo e terceiro períodos e reservo-me o direito de, no final, aumentar as notas dos teus discípulos, para que ao Rei não lhe falhem as previsões de um ensino de qualidade e não se lhe estraguem as estatísticas do sucesso. Serás notificado em devido tempo pela via mais adequada. E vê lá se reprovas alguém! Lembra-te que ainda não és titular e não há quadros de nomeação definitiva! ... E Jesus pediu a reforma antecipada aos trinta e três anos...
    BJ | 28.10.2009 | 12.19H
  • Portugal não pode ser dos traficantes de armas. Eu estava contra o Saramago, mas agora tenho que lhe dar razão. Não posso acreditar num Deus traficante de armas, e o Bispo, diz que ele vai continuar á frente da Paróquia. Porque será?
    Salazar | 26.10.2009 | 18.15Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • 26.10.2009 | 15.26Hcomentário reprovado
  • Ouve lá òh...Tu...Saramago é uma Naviça doBRAVA do Campo...Agora passou para a (cidade e até poisou num espaço (Fácista...) e por lá vai esperandp a hora AGÁ...
    o PADRE TEM TODO O DEIREITO A SER COLECIONADOR DE ARMAS. Também sou e tenho muitas...e um medo enorme de dar um tiro para o ar.
    Jeropiga | 26.10.2009 | 14.25H
  • Será que o Bispo, também está metido nesse tráfico? Viva Saramago.
    Salazar | 26.10.2009 | 12.34H
  • Não haja dúvidas que Deus é grande para alguns. E, ainda dizem que o Saramago não tem razão. Assim...também eu ! ! !
    alexandre barreira | 26.10.2009 | 12.26H
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE